quinta-feira, 22 de setembro de 2016

HÉRNIA UMBILICAL EM SHIH TZUS

Hérnias são pontos fracos ou aberturas dentro de uma massa muscular que podem permitir que órgãos internos passem. Essa abertura pode ser genética, ou seja, uma tendência herdada dos pais. Congênita, ou seja, uma falha no desenvolvimento do embrião. Resultado de algum trauma, ou seja, alguma lesão ou fator externo que causa essa ruptura e ela acaba não fechando adequadamente.
As Hérnias Umbilicais em especial ocorrem onde está o umbigo do animal e é facilmente perceptível ao toque e as vezes visualmente. Percebe-se uma pequena saliencia ao redor do umbigo. Ao apalpar a região é possível sentir o tamanho do espaço aberto.
Uma das causas prováveis que os Shih Tzus são mais propensos a terem esse tipo de problema é o trauma. No momento do nascimento, as fêmeas cortam o cordão umbilical com os dentes. Elas vão cortando e puxando. Nesses processo algumas acabam puxando demais e muchucam o filhote, gerando a hérnia. Devido a forma como os dentes dos Shih Tzus são, voltados para fora (prognatismo inferior), a tendência desse problema é maior.
Hérnias resultados de problemas genéticos ou congênitos geralmente são mais graves e o animal poderá apresentar hérnias em vários locais do corpo. Nesse artigo vamos nos ater a hérnias umbilicais, bem mais comuns nos Shih Tzus.

Problemas

O que é uma hérnia?
Quando bem pequenas podem não causar nenhum problema. Mas se a hérnia for muito grande ela pode causar uma série de problemas.
O menor deles é dor na região, mas pode chegar a vômitos, o animal fica deprimido, pois sente dor, falta de apetite.
Se a região estiver quente, doloroso e firme a palpação já é um sinal de que o caso pode ser mais sério e envolver uma cirurgia.
Em alguns casos o intestino ou outros órgãos podem ser até mesmo estrangulados pela hérnia. Sem tratamento problemas secundários poderia levar o Shih Tzu a óbito!

Diagnóstico e Tratamento

Hérnia pequena em Shih Tzu
O Diagnóstico deve ser feito por um bom médico veterinário, pois ele poderia determinar com melhor precisão a necessidade e a urgência de uma intervenção cirúrgica!
Em casos onde há estrangulamento de órgãos internos, a cirurgia deve ocorrer com maior urgência. Quando os sintomas não forem tão graves, é possível agendar a cirurgia com mais calma.
Dependendo do diagnóstico e se o problema não for tão sério, é possível resolvê-lo na mesma cirurgia em que a castração é feita ou quando for feita uma limpeza de tártaros. Dessa forma utiliza-se apenas uma anestesia para dois procedimentos.
Nos casos em que for detectado que não há necessidade de cirurgia, o cão poderá conviver com a hérnia sem maiores riscos. Entretanto será sempre prudente manter um acompanhamento regular.

Prognóstico e Recuperação

Hérnia pequena em Shih Tzu
Toda a cirurgia envolve riscos, entretanto os benefícios de uma cirurgia reparadora para um problema que pode ser sério, é inquestionável. Mas ela deve ser acompanhada de uma indicação do médico veterinário.
O prognóstico é muito bom. Geralmente os procedimentos resolvem o problema definitivamente e o problema não retorna.
A recuperação envolve medicações para dor, antibióticos e anti-inflamatórios. Repouso por alguns dias é fundamental pra que os pontos não abram e a hérnia permaneça fechada.

Prevenção

Hérnia pequena em Shih Tzu
Recomenda-se que as fêmeas não devam engravidar até que o problema seja resolvido, pois pode haver uma ampliação da hérnia durante a gravidez, ainda mais se a quantidade de filhotes for grande. Alguns canis afirmam que já utilizaram fêmeas com hérnia em várias gestações e não houve problemas. Entretanto é importante salientar que quando mencionamos o risco maior não é a mesma coisa do que dizer que irá ocorrer, mas que as chances são maiores de haver essa ampliação ou mesmo o surgimento de dores na região durante a gestação. Cabe ao canil ponderar se vale a pena correr o risco.
Se o problema for evidentemente genético e ocorrer com vários outros irmãos e irmãs, a recomendação seria retirá-los do programa de criação e mantê-lo somente como companhia.
No nascimento, recomenda-se que o cordão seja cortado pelo criador, aproximadamente 1 cm da barriguinha. Dessa forma o trauma é evitado e a cicatrização ocorre conforme o previsto. É importante manter o monitoramento da mãe no primeiro e segundo dia, pois mesmo com esse procedimento, ele poderá tentar remover esse 1 cm. Seguindo essa dica as chances de uma hérnia por trauma diminui bastante.
Hérnia pequena em Shih Tzu

Aquisição

Quando você adquiri um filhote e detectar que há uma hérnia, leve-o para uma avaliação veterinária logo. Em caso de uma hérnia significativa, o canil deve ser imediatamente comunicada para que as medidas cabíveis descritas em contrato sejam tomadas.
Em alguns casos a hérnia recua sozinha ou é muito pequena e não causa nenhum transtorno ou problema maior.

Conclusão

Embora a Hérnia Umbilical seja comum na raça ela não deve ser tratada com displicência. A maioria delas não causam maiores problemas e não necessitam de intervenção cirúrgica, mas o acompanhamento veterinário é fundamental para que elas permaneçam sem afetar a saúde de seu shih tzu. Já nos casos de necessidade de cirurgia, ela deve ser feita por um bom profissional. Os prognósticos são bons quando tratados no início.

Nenhum comentário:

Postar um comentário