quinta-feira, 14 de julho de 2016

Shih tzu barato? Criadores de fundo de quintal! FUJAM DELES!


Nunca compre Shih Tzu baratos, de canil desconhecido


INSISTO!! NÃO COMPRE SHIH-TZU BARATO - leiam o relato de quem comprou.



Eu iria escrever sobre os cuidados com o Shih-tzu, quando navegando por comunidades no orkut, me deparei com o relato de uma pessoa fazendo uma DENÚNCIA, em benefício dos Shih-Tzus e contra uma certa mal criadora, vou colocar o desabafo dela aqui, preste atenção:



"...preciso que vocês entendam a história e saibam bem o que tenho vivido em função de uma pessoa mentirosa e que explora animais para o simples comércio.

o filhote chegou aqui em casa no dia 6 de maio de 2011. Há um bom tempo eu e meu marido cogitávamos a presença de um cachorrinho em casa e, depois de muito buscar, achamos o filhote em um site. Nós tínhamos a chance de comprar de bons canis, mas sabe por que cargas d’água escolhemos esse bichinho.



O combinado com a pessoa que me venderia (e mais pra frente vocês saberão de quem se trata) é que eu encontraria com ela em... (não posto as cidades para não identificar ninguém) ...de trem (é, ela é de ? e submeteria meu filhotinho a uma longa viagem de trem). Com tudo acertado, inclusive o preço anunciado de R$ 450,00 – sendo que a “criadora” ainda falou que estava vendendo a este preçoporque não estava em boas condições financeiras - , marquei com ela e, quando estou no meio do caminho ao encontro, ela me liga falando que não teria como levar o filhote, pois uma das cadelinhas que ela cria havia feito o aborto da ninhada e ela precisava levá-la ao veterinário. Por um segundo pensamos em desistir, mas Deus queria mesmo que tivéssemos o filhote nos braços. Juro que pensamos até que ela não teria condições de bancar a viagem de trem. Então acertamos que iríamos até ? pegar nosso filhote. Quem é daqui do ?, sabe o tamanho da viagem entre ?. Contando engarrafamentos habituais e os não-previstos, levamos 3 horas até o ponto onde acidentalmente nos encontramos, ...



Não cabe aqui falar da impressão que eu tive da pessoa “que não estava em boas condições financeiras”, mas preciso falar que pessoas em boas condições financeiras não usam óculos de sol Ray-Ban. Nem eu, que graças a Deus tenho uma ótima condição, uso um desses. Mas enfim...



No ato da entrega do animalzinho, ela alegou que havia esquecido a caderneta de vacinação, mas que enviaria pelo correio. Nós pagamos no ato R$ 420,00 e ficamos de depositar os R$ 30,00 restantes depois. Tudo certo, levamos nosso bichinho para casa.



Após uma longa viagem de volta, na qual nosso bebê comportou-se como um rapazinho, chegamos em casa. Já supondo que ele estaria com muita vontade de fazer suas necessidades, colocamos um jornalzinho na área de serviço e foi pra lá que o bichinho correu. Fez seu xixi e cocô de diarréia. Imaginamos, no ato, que poderia ser ansiedade, stress da viagem e da casa nova... e deixamos rolar. Só naquela noite, de sexta para sábado, o filhote fez diarréia mais de 5 vezes. A sorte foi que ele estava se alimentando muito bem (tão bem que ele nem fez a adaptação da ração antiga, que é uma porcaria, para a nova, uma super premium) e bebendo muita água.



No dia seguinte, meu marido viajou e ficamos só nós dois, eu e o filhote. Mais um festival de diarréia, mas dessa vez não líquida, como no dia anterior. Supus que era algo da alimentação e que mudaria com a nova ração totalmente introduzida.



No domingo, cansada de ver meu filhote sofrendo de diarréia, resolvi levá-lo a uma emergência às 6:30 da manhã. A veterinaria que o examinou foi enfática: o filhote veio com uma enterite braba do antigo local onde era criado, além de uma dermatite. Entramos no ato com o antibiótico e aos poucos meu bebê foi normalizando. Ela também recomendou, por conta da dermatite, que o filhote tomasse banho de 3 em 3 dias com um shampoo especial.



A semana transcorreu normalmente e tudo parecia ir muito bem. Ele é um filhote muito forte, brincalhão e carinhoso. O tempo todo parece muito grato com a nova casa e a nova família. Vocês acreditam que até hoje ele não chorou?



No domingo da semana seguinte, dia 15 de maio, o marido voltou de viagem e começamos a notar que o filhote não estava comendo o quanto comia antes. Se alimentava bem, mas não era como a semana anterior. Como ele passava a maior parte do tempo brincando com “o pai”, imaginamos de ser vontade de aproveitar todo o tempo disponível. Passou domingo, passou segunda...

Até que na terça, enquanto eu voltava do trabalho, o marido me ligou pedindo para ir correndo para casa, que o filhote havia feito diarréia com sangue. Obviamente fui muito rápido para casa e, chegando lá, tivemos tempo somente de pegar o filhote e correr pra emergência (nossa sorte é que tem uma a menos de 10 minutos a pé aqui de casa). Narramos o fato para a veterinária. Ela colheu fezes e sangue do filhote. Foi um tormento para o pobrezinho ser puncionado; mais de 3 vezes ele foi furado e não conseguiam tirar sangue. Foi uma choradeira só no consultório. Como ela não poderia avaliar do que se tratava, nos sugeriu dar Bactrim F e um probiótico ao Lapooh. O Bactrim F por ser um antibiótico de largo espectro e o probiótico para renovação da flora intestinal. E nos recomedou uma papinha hipercalórica e gostosa caso ele não comesse (e o danadinho comeu TUDO).



(Faço aqui um parêntese para falar que o filhote é tão fofo que nem para tomar remédio ele reclama).



Na sexta-feira conseguimos pegar o resultado dos exames. Nenhum verme, funções renais ok, mas em contrapartida, o filhote estava com uma anemia profunda e queda acentuada das plaquetas, além de alteração em uma enzima hepática. A sugestão da médica foi a tal “doença do carrapato”. Precisávamos urgente entrar com a medicação: um antibiótico potente para exterminar a bactéria transmitida pelo carrapato; um complexo polivitamínico e mineral para aumentar os niveis de ferro e recuperar da anemia e as plaquetas; e umas drágeas fitoterápicas para aumentar os níveis séricos da enzima hepática deficiente. A vet ainda disse que é muita sorte nossa o filhote ser forte, pois com a quantidade de plaquetas dele, seria esperado que ele estivesse até colocando sangue pelo nariz, o que graças a Deus nunca aconteceu. O episodio se perda de sangue foi somente essa diarréia e nunca mais ele teve nada. Ah, ela também disse que isso tudo FOI ADQUIRIDO NO CANIL, uma vez que nunca tivemos nenhum animal em casa nem temos contato próximo com outros animais."

No texto foram extraídos nomes de cidade e o nome do cãozinho substituído por filhote pois ele é simplesmente informativo, sem necessidade de identificar seus protagonistas.

Agora caro amigo do blog quero que se pergunte: QUEM ESTÁ ERRADO NESTA HISTÓRIA? A tal "criadora" com certeza, mas, quem foi atrás do anúncio barato também, esta é minha opinião. Acontece que como já postei sobre shih-tzus baratos e mal cuidados são sinônimos e que o barato saí muito caro...aqui está mais uma vez uma prova do que afirmei anteriormente.

Se esta pessoa que comprou este filhote pela bagatela de R$450,00 for fazer suas contas, gastou muito mais do que se comprasse um filhote de um canil de boa índole e respeitado no mercado de cinofilia, basta perder um pouco de tempo e pesquisar, além de todo sofrimento que passou e pior de tudo é que mais uma vez alimentou uma CACHORREIRA...comprando de cachorreiras elas continuarão a vender pois tem quem compre.

NÃO EXISTE TRAFICANTE SE NÃO EXISTIR USUÁRIO!!!! Isso é muito sério, Não compre Shih-Tzu barato, um bom filhote deve custar no mínimo R$1.100,00 reais isso é o mínimo e mesmo assim você deve investigar sua procedência, antes de finalizar uma compra. E, caso você tenha encontrado um bom canil, com muitas indicações e melhor ainda se você puder ir ao local e encontrar filhotes mais acessíveis, apenas questione porque estão tão baratos, há bons canis que demarcam seus preços, conforme a ninhada, e até mesmo pela cor, oq eu é justo se o trabalho é dígno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário