quinta-feira, 14 de julho de 2016

Adestrando o local do banheiro

Uma das principais dúvidas para quem tem ou pretende ter um cachorro é como ensinar ou adestrar o local correto para fazer as necessidades. Alguns consideram uma missão impossível, mas eu garanto que com persistência e paciência será possível sim. Aqui em casa, passei por esse processo de aprendizagem 3 vezes com a Anastasia Steele  Por isso resolvi dividir a experiência de como eu fiz em casa fase.
Antes de tudo comece escolhendo onde você deseja que seu cachorro faça as necessidades, o ideal é que seja relativamente longe do local da alimentação e de onde irá dormir. Nesse local você pode deixar tapetes higiênicos para cachorro, jornal ou sanitário com grade para cachorro.
primeira etapa de aprendizado da Anastasia foi logo que ela chegou (ela tinha 2 meses). Fiz da seguinte forma: pensando em clientes que moram em apartamento, separei um espaço para ela na área de serviço. Por passar boa parte do dia fora de casa, optei pelo confinamento – que é quando você restringe o ambiente do cachorro, a fim, exatamente, de ele aprender o local certo das suas necessidades. Com um portãozinho eu limitava o espaço dela. A minha área de serviço tem um espaço razoável e dava para ela ficar tranquilamente. Quando chegava do trabalho ela ficava livre, mas a levava de hora em hora ao “banheiro” dela e esperava até uns 5 minutos para que ela fizesse algo. Nessa etapa eu comecei com o jornal, para facilitar o aprendizado eu mantinha sempre um jornal sujo do próprio xixi dela para ficar por baixo do jornal limpo (há no mercado alguns produtos que imitam o cheiro, mas preferi usar o natural mesmo). Forrei de jornal uma boa parte do piso para que ela se acostumasse e fui diminuindo a quantidade de jornal aos poucos. Toda vez que ela acertava eu fazia festa e dava um petisquinho a ela (pequeno mesmo) e quando ela errava eu dizia “não” bem firme e a levava até o local certo e dizia “xixi aqui” – o certo é não brigar e nem dar muita importância ao fato errado. Agora em relação ao nº2: era muito complicado repreender, porque ela travava e não fazia mais, por isso passei a deixar ela terminar e dizer “não” logo em seguida, assim que ela terminasse, e novamente a levava ao local correto e repetia que o banheiro era ali. Essa fase foi bem complicada, porque eles não sabem segurar as vontades e, se estiverem muito longe do lugar apropriado, podem fazer no meio do caminho ou no tapete mais próximo.
Com o passar do tempo, fui aumentando o espaço do confinamento dela e passando a deixá-la também na cozinha, assim o portãozinho passou a ficar entre a cozinha e a sala. O local correto do banheiro ia conquistando a mente da pequena Anastasia. Essa primeira fase de aprendizado durou até os 4 meses para ela estar 80% firme no local certo. E o confinamento durou até os 6 meses. Com muita paciência e persistência, ela aprendeu direitinho o local correto. Depois dos 6 meses ela ganhou quase que todo o apartamento para ela.
adestrando o local do banheiro 01-01
segunda etapa foi quando ela completou 1 ano e decidi que ela usaria o sanitário de grade, escolhi o da marca PipiDolly (trata-se de um sanitário plástico com a parte inferior fechada e a superior cheia de furinhos, e dentro dele você coloca o jornal ou tapete higiênico). A mudança ocorreu por dois motivos: primeiro porque mesmo na idade adulta ela fazia xixi quase sentada e molhava um pouco as patinhas e o segundo motivo foi o cheiro, o jornal diretamente no chão deixava um cheiro muito ruim. Mas eu não sabia que estava retrocedendo todo o aprendizado, os primeiro dias foram péssimos, a Anastasia fazia as necessidades ao lado do sanitário e ainda escolheu um outro espaço para fazer o número 2. Quase me arrependi da mudança, até que depois de umas 2 semanas da experiência comecei a usar o jornal por cima (dentro e por cima) do sanitário de grade e aos poucos ela começou a entender e fazia no local certo, mesmo que por cima do jornal. Depois de mais umas 2 semanas, passei a deixar o jornal em uma das metades do sanitário, e deixei por mais 2 semanas e passei a alternar, ora com e ora sem jornal. Até que enfim ela se adaptou ao PipiDolly!
terceira etapa foi no início desse ano, a Anastasia já tinha 1 ano e 6 meses e tive a brilhante ideia de mudar o local do banheiro dela, passando da área de serviço para a varanda. Essa adaptação também não foi fácil, mas com algumas táticas foi possível. Logo no início eu separei o sanitário (já que ele vem com duas bandas de encaixe) e deixei uma delas no local desejado e a outra mantive na área de serviço. Com uma semana dessa separação, passei a tirar a banda da área de serviço todas as vezes que estava em casa e a obrigava a usar o da varanda. Fiz isso durante quase 1 mês até que tirei qualquer lembrança do banheiro na área de serviço: tapetes, panos, jornal – nada que ela pudesse usar como banheiro. Ela chegou a errar algumas vezes, mas atualmente o erro não ocorre mais, essa adaptação demorou quase 2 meses e funcionou super bem. A mudança foi excelente!
Sobre a limpeza das necessidades do local errado: esse é um fator muito importante, porque deve-se tirar qualquer resquício de lembrança de que foi feito qualquer necessidade ali. Recomendo o Herbalvet (é um produto inofensivo para animais domésticos, não causa alergias e outras complicações causadas por produtos de limpeza). Tenha sempre o produto em um recipiente com spray para facilitar o uso.
Dicas úteis:
  • Na fase inicial, se não optar pelo confinamento, espalhe mais de um banheiro no ambiente e vá tirando aos poucos até ficar o local correto;
  • Faça sempre festa e/ou tenha um petisco de agrado para todas as vezes que o cãozinho acertar o local;
  • Para evitar que eles se molhem muito na hora do xixi, o ideal é uma tosa mais detalhada nas patinhas traseiras, peça para aparar um pouco mais os pelos que mais costumam molhar na hora do xixi;
  • Mantenha a tosa higiênica sempre em dia, os shih tzus são cães com muito pelo e isso atrapalha na higiene. Para os cães filhotes que ainda não podem ir a petshop, tentem aparar um pouco o pelo do bumbum;
  • Mantenha o local do banheiro sempre limpo, alguns cães não fazem as necessidades quando o jornal (ou o tapete ou o sanitário canino) estão muito sujos;
  • Não facilite o erro: se tiver algum tapete que seja adotado como banheiro, tire-o até que o cãozinho esteja pronto para saber o correto;
  • Não desanime, persista sempre;
  • Não brigue, nunca! Só vale ser firme na hora do ocorrido, depois de 5 minutos já não vale mais nada.

Um comentário:

  1. Muito legal as dicas , tirei o meu do cercadinho,e limitei só a sala ,ele está indo bem ,erra bem pouco.

    ResponderExcluir